Subscribe News Feed Subscribe Comments

Amor Platônico


O que torna os amores impossíveis mais atraentes é justamente a impossibilidade. Esta atrai.
A dificuldade de não ter a pessoa que desejamos nos impulsiona, nos motiva. Funciona exatamente como o perigo. Muitas pessoas fazem isso para provar sua força, sua capacidade de conquista. Quanto mais difícil e distante, mais o amor parece ser grande, excepcional e único. E quem não quer viver algo grande, excepcional e único?
Em um amor impossível cabem todos os sonhos, todas as perfeições e personagens, o mínimo detalhe é idealizado. Construímos uma imagem em nossa cabeça, que aquela pessoa é única, e é exatamente o que passamos a vida inteira procurando, mesmo que tudo pareça contra.
Um amor impossível marca pra sempre, mesmo se outros amores vêm e vão depois. Ele sempre deixa aquela sensação de vazio, de inacabado, mau resolvido.

E tudo que é mau resolvido, preocupa, incomoda e atormenta. Pois, junto dele, vem a dúvida do e se (e se eu tivesse tentato, tivesse feito diferente). É difícil conviver com uma ilusão. Pois a ilusão não tem resposta, ela não é sim nem não. Ela é meio termo e o meio termo atormenta as pessoas.
Acontece de um amor aparentemente "impossível" se tornar possível e isso quase sempre rouba a magia do sentimento. Inconscientemente muitos sabem disso, o que leva as pessoas a preferirem viver um impossível que dá a satisfação que um possível só poderá abrir os olhos para a realidade. Porque uma vez que o amor torna-se possível, acaba a expectativa, acaba o sonho. E o homem foi feito para sonhar.
Um amor impossível é forte, resiste ao tempo, ele pode marcar uma pessoa mais que toda uma vida vivida ao lado de outra. Portanto liberte-se desta ilusão.



(Edson Valério)

6 comentários:

Gabriel disse...

Adoro as cronicas do Edson Valério. Esse texto nao poderia ser diferente né? muito bom, e relata com precisão e clareza, o amor platonico.

Gostei muito, parabens!

Patinho disse...

Ja ouvi falar bastante sobre os textos do Edson Valerio, só que nunca fui muito ligado a poesias/cronias/textos ou textos bastante extensos..

Eu sei, ja deveria ter me interessado mais pela leitura, mas ja estou lendo um livro de August Cury... Dizem q ele é bom =D

oscrente.blogspot

dannybubu disse...

estou te seguindo, adooro os textos do Edson, sério, eles me fazem refletir demais. Parabéns pelo blog, beijos

Cíntia Pina disse...

seguindo tb! abraço

interiorsout disse...

Acho que todos nós temos um amor platônico, temos medo de que ser por algum motivo, esse amor vier a se tornar real,não conseguirmos conquistá-lo, então, por esse motivo, preferimos que continue platônico, assim será eterno.

Viviane Camacho disse...

Adorei o texto. Não conhecia esse autor . vou pesquisar !!! So não posto o mesmo tesxto no meu blog por que isso seria falta de criatividade e estaria procurando o seu. Mais vou cola-lo em minha agenda!

Postar um comentário

 
Segredos e Deboches | TNB