Subscribe News Feed Subscribe Comments

Um futuro muito próximo

Mais uma vez eu estava lá, subindo a escadaria onde me levaria a ele... Ou não. Será que na minha volta, ele ainda estaria lá? Será que tudo seria como antes? Aquilo me matava.
A entrada era mais que familiar, os degraus largos de cor escura estavam acabando. Logo avistei aquele espelho ao fim do corredor. Estremeci. Todas aquelas tardes perdidas de tanto pensar na volta agora se realizava. Me vi séria no espelho. Um medo besta de olhar para o lado e ver o meu futuro tão próximo, me consumia. Respirei sem muita paciência e vi aquela multidão desconhecida. Oh, Céus! Onde estão aqueles seres que eu tanto pensava em reencontrar? Olhar por olhar analisei, olhos tão curiosos me revistavam de cima abaixo, me senti incomodada, mas aqueles humanos desconhecidos não eram o meu foco principal, assim, os descartei de minha vista. Dei um passo a frente, me mostrando confiante, mas eu sabia que meus olhos não demonstravam tanta seriedade, na qual eu desejava. Vi alguns conhecidos, até que queridos, acabei dando um sorriso meio amarelo e logo segui andando até chegar ao meu lugar. Pronto, meu coração estava dilacerado. Em meio a mais ou menos 3 dúzias de pessoas grudadas uma na outra não o vi. Dei um suspiro pesado e decepcionado, naquela hora não faria mais sentido sonhar . Dei alguns passos e de repente, parei. Um grito lá na frente berrava meu nome. Sim era ele. Meu Deus! Ele estava lá, como sempre esteve. Olhei em seus olhos negros e profundos, sorrindo exageradamente feliz, acenando para ele. Naquele momento seria impossível ir até lá.Então, pacientemente, esperei. A confusão acabou e mais uma vez escutei sua voz chamando por mim, quando o avistei de novo ele estava correndo em minha direção e logo senti seus braços em mim, alegremente me abraçando. Na mesma hora nem respirar eu respirava. Meu coração parou e sem pensar retribui o abraço, um abraço demorado.
Todas as recepções emocionadas agora já tinham acabado, conversas desenrolavam sem percebermos, de minuto em minuto percebia meu olhar criminoso. Olhava detalhadamente cada parte de sua face, tentando me lembrar daquele garoto que eu conhecia há muito tempo atrás. Já não sabia mais se era sonho ou realidade, era tudo muito irreal.
Estava muito mais relaxada depois de algum tempo. A cada minuto pessoas na qual nunca tinham me visto se assustavam. Por já saber tudo que eles sabiam. Talvez eu seria uma nova meio velha ali naquela sala. Rapidamente o tempo acabou e fui embora calma, por saber que ao longo do tempo recuperarei tudo que perdi. As amizades não sei. Mas as minhas paixões... Talvez.

(GiovanaGirotto)

3 comentários:

interiorsout disse...

Acho que todos nós temos um pouco do seu texto, todos queremos recuperar alguma paixão antiga, alguma amizade que ficou pelo caminho. Difícil é conseguir recuperar tudo que queremos.

Náty disse...

Lindo seu blog ^^

viste-me

http://condominiopinkpower.blogspot.com/ Condominio INSCREVA-SE

http://charmelune.blogspot.com/ blog pessoal

http://girltimee.blogspot.com/ MODA E MUITO MAIS

Viviane Camacho disse...

olá,

adorei seu blog !
ficaria muito feliz se você pudesse seguir o meu tb .http://aquempode.blogspot.com/

bjs,
vivica

Postar um comentário

 
Segredos e Deboches | TNB